Jump to content


Photo

Convencer Um Cliente A Aceitar Um Bom Layout?


  • Faça o login para participar
26 replies to this topic

#1 Rix

Rix

    Novato no fórum

  • Usuários
  • 12 posts
  • Sexo:Não informado

Posted 21/10/2005, 10:58

Não sei se esse é o fórum certo. Acho que é o mais indicado. Tb não vi outros tópicos desse tipo, mesmo utilizando a busca.

É o seguinte: Uma cliente, dona de uma escola, me pediu pra fazer um site. Peguei algumas idéias com ela, e em outros sites, fiz um layout prévio e mostrei pra ela. É normal que ela pedisse pra que fosse modificada alguma coisa, só que nesse caso, as modificações que ela quer que eu faça, são totalmente descompensadas. O site fica muito horrível com as alterações que ela quer.
Gostaria de saber se alguém já teve esse problema e como contornou? Ou se alguem sabe um jeito de convencer essa cliente de que o layout ficaria bem melhor sem as alterações que ela quer impor.

#2 TÐR90

TÐR90

    Fireworks e Flash MX

  • Usuários
  • 207 posts
  • Sexo:Não informado
  • Localidade:Coromandel-MG

Posted 21/10/2005, 12:08

Vou te falar uma coisa.
Isso já aconteceu comigo várias vezes.

Teve um caso que eu fui fazer um site de uma empresa de Promoção de Eventos.
Tá bom, tudo foi acertado e comecei a fazer o site.
Fiz um layout excelente, um dos melhores que tinha feito ate ali.

Mostrei pro cara e ele acho horrivel, mas tava precisando de dinheiro, entao fiz outro. Não ficou tão bom mas dava pro gasto.
Então as várias modificações o tornaram totalmente desregulado, mal estruturado sem cores combinando.

Convencer quem não entende e quem é ignorante é mas dificil do que fazer uma pedra falar.
Claro mostrar, explicar, exemplificar é uma boa tentativa, mas se mesmo assim suas tentativas forem em vão deixe do jeito que seu cliente queira.

Você não vai ficar satisfeito é claro, mas seu cliente sim. E isso é o importante. As vezes temos que abrir de mão de fazer as coisas de nosso jeito.

Flw ;)
[color=blue]O mundo precisa de mais gênios humildes! Hoje em dia somos poucos...


http://www.pontogratis.com.br - em breve

#3 Agente Linhares

Agente Linhares

    fuis...abraços!

  • Ex-Admins
  • 3138 posts
  • Sexo:Não informado
  • Localidade:Biritiba Mirim-SP

Posted 29/10/2005, 00:54

"Você não vai ficar satisfeito é claro, mas seu cliente sim. E isso é o importante. As vezes temos que abrir de mão de fazer as coisas de nosso jeito.
"

exatamente.

comigo ja aconteceu varias vezes tb.

faço assim: tento explicar o pq q nao ficaria legal o site e td mais..explicando c/ jeitinho, quase sempre da certo, agora qd nao tem jeito msmo, ai q se exploda, como nosso amigo citou, o q vale + é o cliente sair satisfeito..
> Busca On-line - A Busca que faltava na Internet! - Cadastre-se!
---------------------------------------------------------------------------
> BRdesign.NET - Soluções em Websites e Sistemas E-Commerce.
---------------------------------------------------------------------------
> BR-ecommerce - Sua loja virtual na internet! - Apenas R$99,90 mensais (hospedagem inclusa)!

#4 Rix

Rix

    Novato no fórum

  • Usuários
  • 12 posts
  • Sexo:Não informado

Posted 31/10/2005, 13:36

Mas nesse caso (o site ficando horrível), vcs colocam o nome de vcs no site? É o nome e a reputação do webdesign que está em jogo...

#5 brunoXP

brunoXP

    EFEI EÔ

  • Conselheiros
  • 2226 posts
  • Sexo:Masculino
  • Localidade:Campinas/Itajubá

Posted 31/10/2005, 15:47

Eu somente falo com o cliente sobre inserir meu nome no layout quando fica a meu agrado.

Caso eu ache feio, nem pensar! :D
Bruno Toffolo
· Conselho / WebFórum

#6 Hospedar-se .Com

Hospedar-se .Com

    Super Veterano

  • Usuários
  • 1500 posts
  • Sexo:Masculino
  • Localidade:São Paulo - SP

Posted 01/11/2005, 01:23

Gosto é gosto ...

Mas isso acontece direto, ele tem que levar em consideração que o site é pros clientes dele ... e não do gosto dele ...

#7 viniciusjau

viniciusjau

    Veterano

  • Usuários
  • 1492 posts
  • Sexo:Masculino
  • Localidade:Jaú
  • Interesses:Web Designer em Geral

Posted 01/11/2005, 13:04

Eu somente falo com o cliente sobre inserir meu nome no layout quando fica a meu agrado.

Caso eu ache feio, nem pensar! :D

eu sempre coloco e nunca pergunto...
isso acontece comigo direto tbm e eu sempre tento explicar pra pessoa o porqeu, masi tem gente que num entende....

dai vc tem q escolher entre o cliente satisfeito e seu bolso cheio
ou o cliente triste vc feliz e sem dinheiro rs...

;)

#8 Agente Linhares

Agente Linhares

    fuis...abraços!

  • Ex-Admins
  • 3138 posts
  • Sexo:Não informado
  • Localidade:Biritiba Mirim-SP

Posted 03/11/2005, 09:24

Eu somente falo com o cliente sobre inserir meu nome no layout quando fica a meu agrado.

Caso eu ache feio, nem pensar! :D

eu nem falo isso.

raramente chega a esse pronto, pois, atualmente costumo sempre convencer o cliente, da forma q citei.

digo a ele q ele conhece seus clientes...seu produto e sua area de atuação, mas a internet eu conheço e la nao é totalmente igual ao publico boca-a-boca..funciona assim, assado, assim é bom, assim é ruim, assim vende +, assim menos...aí no fim ele concorda em muda rum poco aqui, um poco ali, as vezes nao fica do jeito q vc quer, mas ja da pra inserir os creditos..rs

mas o melhor, em casos de ficar horrivel msmo, nem poe o credito. se el perguntar o pq, vc diz tp o bruno falou acima. :)

- o pior desses casos, é qd vc fica + contente com sua criação do q seu cliente..rs..essas é de chorar. qd vc faz aquele projeto, q pra vc ta perfeito e fala: - vixi, esse vai ficar bem meu nome do BY..hehehe..aí o cliente, vai e quer td diferente..da vontade de pular de um predio..hehehe..rs :lol:
> Busca On-line - A Busca que faltava na Internet! - Cadastre-se!
---------------------------------------------------------------------------
> BRdesign.NET - Soluções em Websites e Sistemas E-Commerce.
---------------------------------------------------------------------------
> BR-ecommerce - Sua loja virtual na internet! - Apenas R$99,90 mensais (hospedagem inclusa)!

#9 umbu

umbu

    Normal

  • Usuários
  • 85 posts
  • Sexo:Não informado

Posted 03/11/2005, 09:50

Ola

Uma vez aconteceu isso comigo, fiz um layout show para uma empresa de arquitetura e engenharia so que eles botaram defeito, tipo pessoas do ramo gostaram mais eles nao.

Ate que um dia o cara fez o site no corel e me passou como queria hehe, praticamente quem fez o site foi ele fico bem simples so uma cor e tals mais vlw heeh.
Eu apoio a Ong Desapareceu!
Apoie você também.
http://forum.wmonlin...howtopic=130640

#10 prmatias

prmatias

    Novato no fórum

  • Usuários
  • 7 posts
  • Sexo:Não informado

Posted 19/12/2005, 14:22

Ola !

nunca aconteceu isso comigo mais se ela pedise para vc fazer um site e quisese umas modificacoes eu fazeria o q ela pedisse pois pra mim e n sei se pra vc o q importa e o dinheiro...

Minha Opiniao!

#11 Marcell Marra

Marcell Marra

    Expert

  • Usuários
  • 569 posts
  • Sexo:Não informado
  • Localidade:São José dos Campos - SP

Posted 19/12/2005, 14:58

isso aí é normal.

é aquele velho pensamento capitalista:

"estou pagando por um serviço, então eu que decido e sei o que quero"

é muito difícil convencer o cliente(que está pagando)... Basta explicar pra ele que ele contratou o (seu) serviço, contratando o serviço ele passa a responsabilidade de construir um cartão de visitas da empresa na internet e pronto. Quem tem experiencia suficiente pra decidir o que é bom ou não é o contratado não o contratante. Para amenizar, basta ouvir bem o cliente, entender suas críticas e dicas e tentar aplicar aquilo sem sair dos padrões impostos por vc mesmo (exclusive o briefing)

um exemplo:
o arquiteto, ele faz muito isso, a partir da ideia do cliente ele constroi seu projeto... porem tudo nos padroes, nada feito sem tijolo ou massa! haha!
m

procuro criatividade

#12 Frisson

Frisson

    Turista

  • Usuários
  • 27 posts
  • Sexo:Não informado
  • Interesses:Artes, Design, Internet, Informática, Livros, Cinema, Teatro, Viagens, Fotografia

Posted 19/12/2005, 15:27

Apesar do cliente pagar, quem visita não é ele, ou somente ele, e o site não é para ele, mas para atingir um público do qual ele vai depender para obter bons negócios.
Devemos investir na área frágil do cliente: o bolso. E como especialistas, embora hiper difícil, por q dificilmente alguém nunca passou por isto, é necessário mostrar a ele que o especialista é vc. Vc empregou a sua vida em estudos para obter o máximo de alcance em relação ao público.
Eles pagam, mas não têm conhecimento técnico para discernir a melhor posição da informação, as combinações de cores a serem usadas.
O que cabe a eles é saber se o site é de boa navegabilidade, de com acesso a pessoas com conhecimentos básicos ou avançados para que o produto deles não saia da mente daqueles que o visitam.
Eu sou pela ética, embora não dispense grana. No entanto, se um projeto é absurdo para os meus olhos, eu desisto. Prefiro assim a ter meu nome jogado na lama. Prezo pelo bom gosto, pelo respeito as leis da usabilidade.
Trabalho melecoso não é comigo. Sou profissional e respeito a mim mesma antes de tudo.
Digo isto por q já vivi algo parecido e agradeci dispensando o trabalho a mim desiginado.
Respeito a opinião dos outros, embora não concorde com muitas delas.

[]'s a todos... ;)
Ana Cláudia Oliveira
Webdesigner
Vitamina Bits
vitaminabits@yahoo.com.br

#13 Oracle

Oracle

    Eric Coutinho | Up-inTheSky | desde 10/2003

  • Usuários
  • 222 posts
  • Sexo:Não informado
  • Localidade:Rio de Janeiro / RJ
  • Interesses:Play

Posted 19/12/2005, 18:01

"Quem paga decide"...

Pra mim isso não existe. Eu não sou um "pedreiro" ou um "office boy", que tem apenas que executar ordens.

Eu sou pago para desenvolver e não pra atender caprichos de quem me contratou justamente por não saber fazer.
Se o cliente quer exigir coisas descabidas, que contrate um serviço de hospedagem com aqueles horrendos "construtores de site", assim, ele gasta menos e consegue exatamente o que quer.

Minha função é, dentro da necessidade do cliente, apresentar soluções ou caminhos viáveis. Se o profissional sabe do que está falando e não apenas dá a entender ao cliente que "acha" ou que se trata de uma disputa de gostos pessoais ele consegue convencer o cliente e adequar as propostas.

Se o cliente é muito arredio e quiser fazer o serviço sozinho que o faça, porque não coloco minha força de trabalho nem muito menos meu nome em jogo por uns trocados, quer esteja colocando nome nos créditos ou não, porque a propaganda boca-à-boca sempre existe e quem quer futuro tem que pensar no nome, na marca, na qualidade do trabalho.

Depois de todas as discussões sobre um projeto apresento as possibilidades ao cliente. Ele pode pedir alguma modificação em alguma delas, mas fora isso é o máximo que posso fazer. Implicitamente, estou dizendo que tirando as possibilidades que apresentei não há trabalho.


.......

EDITANDO

Só pra completar com uma comparação besta.
Um engenheiro faz o projeto de um prédio e coloca as varandas com 75cm.
Mas o cliente dele quer varandas com 2 metros e analisando a planta e verificando questões de segurança ele consegue chegar à um máximo de 1 metro.
Se o cliente bate o pé que quer 2 metros, ele deve arriscar passar da área do terreno ou mesmo comprometer a segurança só porque o cliente está pagando?

Creio que não. Quem entende de projetar é ele. O cliente pode no máximo optar pelas possibilidades que o engenheiro lhe dá.

Edição feita por: Oracle, 19/12/2005, 18:07.


#14 brunoalves

brunoalves

    Linux user #392843

  • Ex-Admins
  • 1018 posts
  • Sexo:Não informado
  • Localidade:Rio de Janeiro

Posted 19/12/2005, 18:20

Concordo em parte e discordo em parte.

No exemplo que usou o que o engenheiro deveria fazer é:

Apersentar a avaliação de segurança dele dizendo que o máximo é 1 metro e apresentar um orçamento para viabilizar a construção com os 2 metros.

Possível sempre será, só depende de quanto o cliente está disposto a pagar.

Acho duca um bom trabalho de um webdesigner, mas você pode estar com uma visão diferente do cliente e ele pode estar certo do ponto de vista dele, talvez mais mercadológico e menos artistico.

Acho que conversa resolve tudo e se no final, não resolver, passe um novo orçamento para ele ou não faça o trabalho, pois ir contra o cliente, só fara você se estressar ou perder o cliente para sempre (mais todos os possiveis clientes que conheçam essa pessoa).

#15 Oracle

Oracle

    Eric Coutinho | Up-inTheSky | desde 10/2003

  • Usuários
  • 222 posts
  • Sexo:Não informado
  • Localidade:Rio de Janeiro / RJ
  • Interesses:Play

Posted 19/12/2005, 18:39

No exemplo que usou o que o engenheiro deveria fazer é:

Apersentar a avaliação de segurança dele dizendo que o máximo é 1 metro e apresentar um orçamento para viabilizar a construção com os 2 metros.

Possível sempre será, só depende de quanto o cliente está disposto a pagar.


O exemplo do engenheiro não foi muito feliz... :D
Mas nem sempre é possível, independente do orçamento. Ele tem uma área disponível e se o cliente quer apartamentos de tantos quartos com no mínimo tantos metros quadrados, vai ter um limite do que se pode fazer dentro dessa área do terreno.

Acho duca um bom trabalho de um webdesigner, mas você pode estar com uma visão diferente do cliente e ele pode estar certo do ponto de vista dele, talvez mais mercadológico e menos artistico.


O cara que sabe o que está fazendo não vai considerar somente se ele acha que um site com fontes fica menos apresentável ou não.
Cito esse exemplo porque sempre que posso uso imagens no lugar de fontes, mas se o projeto demonstrar que usar imagens pode comprometer de alguma forma considerável, vou utilizar fontes.

Eu gosto de trabalhar com design moderno, mas obviamente sei que pra alguns tipos de negócios vou precisar trabalhar layouts mais sóbrios, quase sem apelo gráfico. Isso não é nenhum problema.

O problema é que se a sugestão do cliente influenciar diretamente a qualidade do trabalho, exigir combinações de cores exdrúxulas ou que desviem a atenção do visitante e qualquer outra questão que prejudicará o trabalho, não de acordo com meu gosto, mas de acordo com o que o provável público do site dele quer ver ou a imagem que ele pretende passar da empresa, é meu dever "vetar".

Pra dar um exemplo bem tosco, imagina se o cliente cisma que tenho que colocar um botão para e-mail como a imagem abaixo? (e olha que tem coisa bem próxima por aí)
Isso não é uma questão de gosto, mas de profissionalismo.
Agora se ele me diz que prefere só um texto escrito "E-MAIL", provavelmente vou considerar, apesar de ser uma coisa simples.

Attached Files






2 user(s) are reading this topic

0 membro(s), 2 visitante(s) e 0 membros anônimo(s)

IPB Skin By Virteq